Sponsored Post Learn from the experts: Create a successful blog with our brand new courseThe WordPress.com Blog

WordPress.com is excited to announce our newest offering: a course just for beginning bloggers where you’ll learn everything you need to know about blogging from the most trusted experts in the industry. We have helped millions of blogs get up and running, we know what works, and we want you to to know everything we know. This course provides all the fundamental skills and inspiration you need to get your blog started, an interactive community forum, and content updated annually.

Destaque

O desafio de usar a tecnologia nas Salas de Aula

Resultado de imagem para tecnologias nas salas de aula

A tecnologia está presente em todos os momentos de nossa vida, mesmo que direta ou indiretamente, isso é fato.

Em se tratando de educação, algumas escolas passaram a investir em inovações tecnológicas, seja por meio de aquisição de lousas digitais, projetores multimídias, computadores e até mesmo livros digitais, e tais aquisições passam a fazer parte do marketing dessas escolas, o que não deixa de ser louvável, contudo, preocupante.

Preocupante…como assim?

Bem, as escolas não devem simplesmente fazer aquisições desses dispositivos, devem também possuir um plano ou projeto quanto ao uso desses recursos, tanto pelos professores quanto pelos alunos.

No tocante aos professores, e é aí que mora a questão, se não estiverem devidamente preparados para manusear ferramentas de ensino nesses equipamentos tecnológicos, ou seja, nesses recursos, podem acabar tendo decepções que os desanimem e os façam optar por voltar aos métodos tradicionais de ensino.

Uma pergunta que não quer calar: será que o fato de um professor utilizar recursos tecnológicos em suas aulas significa garantia de um ensino eficiente?

De nada adianta uma sala de aula estar dotada de equipamentos de ponta, como projetor multimídia, telão, conexão wifi, alunos com tablets ou notebooks, por exemplo, se o professor “der” sua aula aos moldes tradicionais, com alunos enfileirados em suas carteiras e virados para a lousa ou tela de projeção.

Para tanto, o professor deve buscar inovar suas aulas utilizando, por exemplo, técnicas como a sala de aula invertida, organizando grupos de debates, buscando incentivar nos alunos o despertar pela construção do conhecimento, sendo o professor um norteador, um orientador neste processo.

Finalizando, a adoção de tecnologias para o ensino não deixa de ser um avanço para nossas escolas e alunos, isso é louvável, mas o que fará toda a diferença, na verdade, é o preparo do profissional da educação, ou seja, o investimento em formação, no treinamento e no repasse de informações acerca do uso de tais tecnologias.

Acredito no uso das Tics na Educação, mas preparo do professor é preponderante.

Até o próximo post.

A Mochila Crônica

Em busca de artigos e relatos sobre viagens, encontrei o Blog A Mochila Crônica.
Sabe quando você começa a ler e não quer parar mais?
Pois é, foi assim comigo, de tão bacana os relatos contidos nele.
Por isso estou compartilhando com vocês este post, para quem curte de ser viajante, e não turista.
Um abraço.

Isso aqui não é um relato de viagens. Também, ainda que pareça, não é a mera busca clichê de um “sonho”. Muito menos a ideologia barata vendida pelas esquinas, onde é comum se ouvir dizer: “nossa, …

Fonte: A Mochila Crônica

6 atitudes para um acadêmico ter um Mindset empreendedor

Francisco Olivar

Estou há 7 anos na vida acadêmica e paralelamente venho estudando sobre empreendedorismo, e pude observar alguns fatores que talvez justifiquem tanto desemprego. É a atual Crise Econômica? Talvez, mas acredito que não seja somente isso. Há uma  demanda  grande de trabalho, veja bem, de TRABALHO e não EMPREGO. Existem setores que sobram vagas porque não são preenchidas  pelos recém- formados, então não tem somente a ver com  a Crise Econômica mas também com a mentalidade dos jovens.

Ver o post original 2.085 mais palavras

Alunos do século 21

KMZ ASSOCIADOS

Tem se falado inúmeras vezes do baixo rendimento dos alunos no índice do Ideb, da falta de vontade dos estudantes que frequentam as aulas, da formação de professores e da infraestrutura das escolas. Será que realmente os municípios e o Estado querem mudar isto? Há anos trabalho com educação e vejo um comodismo por parte de alguns. Atualmente, os alunos participam de redes sociais, têm celulares com os quais produzem vídeos, fotos e, por vezes, publicam em sites. Escrevem mensagens, jogam e se comunicam com seus pares. Estes, diga-se de passagem, são os mesmos alunos que pelo índice do Ideb não sabem português, matemática… e por aí afora.
O que será que está acontecendo? Por que não aproveitar todo esse potencial para a educação? Tenho ministrado aulas na Pedagogia e escuto de muitas alunas “para que aprender a usar o computador se na maioria das escolas o laboratório de informática…

Ver o post original 254 mais palavras

10 Habilidades que todo docente debería potenciar en el aula

Hugo's space

Interessante: “Estas son las 10 cualidades o habilidades que como docente deberías tener presente cuando te dispones a entrar en un aula. Sin duda se trata de todo un reto para ti, pero tengo el convencimiento de que siendo consciente de dichas habilidades es como serás capaz de afrontarlas con la determinación que una profesión como la de docente exige.”

10 Habilidades que todo docente debería potenciar en el aula

via 10 Habilidades que todo docente debería potenciar en el aula.

Ver o post original

Chefe Oculto, Liderança Estabilizada

Muito bom.

Blog da Ui

10301293_321926521290294_5798513849965546149_n

Ser um chefe, até mesmo um bom ou ótimo chefe, qualquer um pode conseguir. Depende apenas de promoções, cargos, e hierarquias internas de cada empresa.

Mas ser um verdadeiro líder, poucos podem ser.

Uma pessoa tem seu instinto de liderança avivado nas pequenas coisas, talvez até mesmo desde a infância.

Ser chefe significa apenas exercer sua posição autoritária em cima dos outros, cumprindo suas obrigações, que para muitos não passa de delegar tarefas.

Ser líder vai além.

Talvez possamos encontrar milhares de líderes mundo afora, que na verdade nunca foram chefes no papel.

Você deve conhecer pelo menos uma pessoa que tenha presença forte o suficiente pra se destacar no ambiente que estiver, entre amigos, no lazer, no trabalho, até sem intenção. E não não falo apenas da postura clichê de certinho sempre com uma opinião a dar.

Um bom líder pode surgir no meio dos jovens rebeldes, na igreja, no campo musical, na…

Ver o post original 473 mais palavras